Ao vivo no Theatro Circo (3LP)

LP12 Triple Vinil (Rastilho Records)

Available from 03/03/2017

32.00 €

Add to Cart

MÃO MORTA + REMIX ENSEMBLE

More from this Band



Triplo-Vinil, 3LP12" Black
Tri-Gatefold
Edição de luxo e limitada

NÓS SOMOS AQUELES CONTRA QUEM OS NOSSOS PAIS NOS AVISARAM
MÃO MORTA + REMIX ENSEMBLE
AO VIVO NO THEATRO CIRCO
 
Quando o Theatro Circo convidou os Mão Morta a criarem um espectáculo especial para o encerramento das comemorações do seu centésimo aniversário abriu uma porta de quase infinitas possibilidades. Mas a banda decidiu de imediato que a singularidade do espectáculo a apresentar se iria basear na exploração musical do seu reportório, através de uma abordagem que criasse desafios aos músicos e à essência da própria obra. 
 
Se a história cultural do Ocidente se baseia na dicotomia entre alta e baixa cultura, entre cultura erudita e cultura popular – dois universos paralelos que raramente se encontram –, então nada melhor do que subverter essa separação, cruzando a prática musical erudita com a prática musical popular. Não era uma novidade, pois esse cruzamento já fora amiúde experimentado no passado com resultados, aliás, pela maior parte, bem desinteressantes – mas a consciência desse historial negativo alimentava ainda mais o propósito! Com essas experiências do passado a servirem de alerta e de exemplo do que não deve ser feito, o que os Mão Morta pretendiam não era uma orquestra a fazer acompanhamento sinfónico dos seus temas, mas um parceiro com quem pudessem interagir numa abordagem exploratória do seu reportório, descobrindo cumplicidades, partilhando intentos, dirimindo confrontos, dentro de uma linguagem musical tornada comum pela contemporaneidade. E o único agrupamento de música erudita com as características necessárias para isso, pela sua prática de interpretação de obras contemporâneas e capacidade de improvisação, era o Remix Ensemble, a Sinfonieta de 15 elementos da Casa da Música ou, como lhe chama Telmo Marques citando Frank Zappa, a sua Low Budget Orchestra. Telmo Marques que, pela sua formação musical erudita, a sua familiaridade com a linguagem e escrita das vanguardas e a sua curiosidade pelas práticas da música popular, tinha sido escolhido pelos Mão Morta para fazer a orquestração e os arranjos do material musical a interpretar e que se viria a revelar um vértice fundamental da experiência, ao compreender profundamente o espirito do que estava em jogo e ao criar, como ele próprio diz, as “situações de interacção com intensidades variáveis, oscilando entre a consonância aprazível e complacente entre os músicos, contrapondo com posições extremadas de agitação e confronto entre as partes, onde caos não é limite e pode mesmo ser ultrapassado”, indispensáveis para a desejada abordagem exploratória conjunta dos Mão Morta e do Remix Ensemble. 
 
Isso fez, como pretendido, que cada um dos quatro concertos realizados – no Theatro Circo, em Braga, no Convento de São Francisco, em Coimbra, na Aula Magna, em Lisboa, e na Casa da Música, no Porto – fosse um momento irrepetível e um discurso musical invulgar e único na sua natureza emotiva. É a cristalização do primeiro momento, no Theatro Circo, que este disco apresenta, deixando perpassar toda a emoção do encontro improvável entre essas duas entidades tão distintas e de origens tão diametralmente opostas como são os Mão Morta e o Remix Ensemble, a reflectir a subversão da divisão entre erudito e popular e dos preconceitos académicos e populistas que instigam a desconfiança mútua entre os dois universos. E no final, felizes, todos puderam orgulhosamente dizer, como os velhos anarquistas, “nós somos aqueles contra quem os nossos pais nos avisaram”!

3LP, Tracklist
A
1. Abertura
2. Humano
3. Facas em Sangue
B
1. Pássaros a Esvoaçar
2. Tu Disseste
C
1. Tiago Capitão
2. Estilo
D.
1. Aum
2. Destilo ódio
3. Berlim (Morreu a novo)
E
1. Penso que penso
2. Hipótese de Suicidio
F
1. Vamos Fugir
2. Primeiro de Novembro

 

No comments here, be the first!

Leave a review

Only registered users can comment.

Login to comment