Estava escrito. Não estava ainda mas era como se estivesse. Há muito que desejava deixar aqui na Trompa umas palavras sobre os ZEN. Cá para o maestro, um dos maiores shows de rock feito em Portugal entre o fim da década de 90 e início de 2000…em disco ou ao vivo. Os ZEN foram e serão sempre uma máquina poderosa e sonora.
Nascidos no Porto em 1996, os ZEN (Rui Silva – voz, Jorge Coelho – guitarra, Miguel Barros – baixo e André Hollanda – bateria) tocariam no 4º Festival de Paredes de Coura com apenas 14 dias de ensaios. Depois do EP “ZEN” de 97, do seu primeiro e aclamado álbum “The Privilege Of Making The Wrong Choice” de 1998, gravado nos Estúdios Areamaster em Vigo e de uma Expo 98 que os viu por mais de uma vez, o pós-”Hard-Club, 7 de Dezembro de 1999? editado em 2000, traria o fim de um primeiro momento da vida dos ZEN. Infelizmente…
Banda de culto, marcada essencialmente pelas suas esmagadoras actuações ao vivo, veria sair em 2001 o guitarrista Jorge Coelho e em 2002 o carismático vocalista Rui Silva. A coisa abanou mas não caiu…felizmente.
Este “Hard-Club, 7 de Dezembro de 1999? é a marca desses poderosos primeiros anos de vida dos ZEN, feito de um puro e agressivo Rock, com uma secção instrumental quase irrepreensível e um frontman implacável em cima do palco. Está lá tudo…
Impossível ignorar a grande vibração de U.N.L.O.
Em 2004 editaram “Rules Jewels Fools” já com João Fino (voz) e Deus Loura (guitarra e voz). Entretanto, depois disto, Miguel Barros (baixo) e André Hollanda (bateria e voz) ficaram de novo sozinhos e com os ZEN em banho-maria.
Aguardemos o regresso…para qualquer dia.

No comments here, be the first!

Leave a review

Only registered users can comment.

Login to comment